31 de ago de 2012

Chorei!

Esse é o relato de parto que minha fisio, Mariana, fez pra gente... quem quiser ler... eu simplesmente chorei, feito criança...

Reciprocidade. Depois de quase quatro meses nos vendo duas vezes na semana, descobri o real significado dessa palavra. Reciprocidade. Nada definiria melhor esse casal. Um carinho infinito, um amor imensurável, uma dedicação inimaginável. Re
ciproco. Dele pra ela, dela com ele. Os dois com o terceiro. Pai presente, em quase todos os atendimentos de fisioterapia, mãe dedicada, sempre atenta ao seu filho. Me lembro bem da nossa primeira sessão, o medo de um novo episodio ruim, o cuidado com os exercícios, e o tempo passando e Arthur crescendo, crescendo, crescendo. A cada atendimento, uma novidade, uma piada, uma risada gostosa, um carinho, um cuidado, recíproco. De mim com eles, deles comigo. Nos preparávamos para o dia que seria o mais emocionante de todos. Minhas contas não falham. 25 de agosto. Será?! As primeiras contrações, as primeiras sensações, a espera. O tempo passando, nós esperando. Serenidade. Reciprocidade. A cada contração, uma respiração profunda. Calma. Tranquilidade. Leoa. Mãe. Pai. Reciproco. Assim fomos até o tempo entrar em acordo com a natureza. Não podíamos mais esperar, Arthur queria nascer, a natureza ainda queria esperar. Mas já era hora, mais um pouquinho e o pequeno sofreria. Sofrimento, jamais. Ao ouvir a Dra Dizer: “Vamos conhecer o Arthur?!” Só pude ver aquela lagrima de descontentamento, aquele suspiro inesperado. E o olhar do pai, aflito. Uma cesaria inesperada, nada planejada. Nada desejada. Era hora. Quem somos nós para decidir não é mesmo?! Isso tudo já havia sido planejado, permitido, em algum lugar. Um dia saberemos. Um abraço, um carinho, um chamego, um conforto. Reciproco. Nos abraçamos os três, choramos os três, e fomos ao encontro do rei, rei Arthur.
Pequeno notável, choro gostoso, lindo como era de se esperar. Cara do pai. Cara da mãe. Uma linda mistura. Tão frágil, e tão poderoso. Aquele choro desesperador, só durou até chegar no colo do pai, troca de olhares, de cheiros. Silencio. Conforto. Segurança.
Os três. Amor. Reciproco. Como era de se esperar.
Mãe leoa, com uma serenidade, uma segurança, um carinho, um amor, sem igual.
Pai querido, presente, leal, companheiro, amigo.
Parabéns aos dois, aos três, que brilhantemente formaram na noite de sábado, 25 de agosto, a família reciprocidade. Doce e relevante.
Obrigada por me permitirem viver cada minuto desses últimos quatro meses com vocês.

“You'll be in my heart
Believe, you'll be in my heart
I'll be there from this day on
Now and forever more

Youll be in my heart
No matter what they say
Youll be here in my heart always

Always and Always...
You'll Be In My Heart - Phil Collins





Esse é o perfil dela no Facebook, quem quiser, vale a pena conhecer essa pessoa e profissional sem igual!

https://www.facebook.com/mariana.r.torrens

Beijinhos e bom final de semana!

7 comentários:

  1. Emocionante mesmo! É incrível como certas pessoas marcam nossa vida em tão pouco tempo de convívio. Tudo bem com vcs três? bjos

    ResponderExcluir
  2. Muito emocionante amiga... chorei mto quando li... ela é uma pessoa iluminada...
    Tudo bem sim, Arthur no 8º dia de vida, super tranquilo e amado... estamos mega felizes! hehe
    E a Luiza, melhorou?
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Realmente, emocionante demais, chorei baldes aqui no trabalho kkkkkkkkkkk... é exatamente assim que vejo vocês também, desejo do mais profundo do meu coração que Deus permita que seja sempre e eternamente exatamente assim!! amo vocês!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada minha irmã amada! só sinto por vc não poder estar aqui com a gente nesse momento tão importante... mas se Deus quiser logo logo vc consegue vir pra conhecer seu sobrinho querido!
    Amamos vc...beijo!

    ResponderExcluir
  5. Sem palavras, Greice..mt emocionante mesmo..mas como Mariana disse na vida tudo têm sua explicação e com certeza aquele lá de cima sabe o que faz..e o mais importante é o amor de vocês que faz com que sejam unidos e fortes para enfretar todos os momentos e isso pelo pouco tempo de convivência deu para perceber que é forte entre vocês e o mais importante é que o Arthur chegou com muita saúde para alegrar mais ainda a vida de vocês..se cuida amiga e mande notícias sempre que puder do Arthur..beijos a toda família

    ResponderExcluir
  6. Aline Kölln10/9/12 04:46

    Simplesmente a mais pura realidade. Lindo!
    Amo vocês!

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Joice querida... adorei o que escreveu...
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

;*